Seja Bem Vindo!

Medo - Blog vida





Medo: Um conceito discutível



Vou dar um exemplo bem prático do medo que eu e muitos brasileiros sentimos diariamente:

Medo de dormir, de caminhar na rua, de viajar, de ir a escola, de sentar na calçada e conversar com amigos, de andar de bicicleta, de ir ao cinema com o amor...
De viver no Brasil como está!

Num país com tanta corrupção, a bandidagem nos reprime!



O que é o medo?
O medo é uma sensação que proporciona um estado de alerta demonstrado pelo receio de fazer alguma coisa, geralmente por se sentir ameaçado, tanto fisicamente como psicologicamente.                               – conceito de Wikipédia –
Medo são as vozes críticas que ficam te dizendo que você não consegue, você não é tão bom quanto aquela outra pessoa, você não é tão bonita como gostaria, isso tudo é a sua conversa interna negativa te influenciando, e você está acreditado nela.                – Conceito de Marisa Psicologia –
 
 
 
Eu posso afirmar que:
 
O medo é uma forma de se reprimir de algo, nosso cérebro entende que aquilo não é o melhor para nós, mas ao mesmo tempo em que sentimos o medo temos que reformar todos estes conceitos e ter uma nova ideia de que o medo não pode atrapalhar nossa vida.
Muitas coisas que lamentamos depois de algum tempo, algumas são causadas porque sentimos medo: temos medo de aproximarmos das pessoas, temos medo de seguir nossas ideias (talvez seja por não querermos se arrepender depois), temos medo em conjunto com a dúvida, temos medo da escolha, enfim, são muitas as ocasiões em que sentimos um medo a ponto que às vezes não conseguimos nos controlar.
Até sentimos a obrigação de temer em horas que só queremos sonhar.
O medo mexe muito com nosso emocional! Somos quase que obrigados a sentir medo, entretanto sentir medo não significa nenhum limite: se deixarmos que o medo nos guie, não chegaremos em lugar nenhum.                                – Amigos de Coração –



                                                                                                        Amigos de Coração no:         Facebook
                                                                                                                                                  Tumblr
                                                                                                                                                  Google Plus



Alguns exemplos de medo:


Medo da Dor:
medo de perder algo ou alguém
 
 
Medo da Escolha:
medo de não fazer uma escolha certa que
pode prejudicar a si mesmo ou alguém

 
 
Medo do Mal:
medo de todo o mau e amargura que as pessoas
tem de você e querem te fazer o mal
 fique melhor: visite
 
Medo da Solidão:
medo de um dia não ter com quem
conversar, contar suas histórias
e de não ser feliz
 
 
Medo da Violência:
medo da bandidagem que rola solta
ao meio de tanta corrupção no Brasil
Ocasiões que causam o medo:
 Segundo Marisa Psicologia, há três causas principais do medo:
- Imaginar reações negativas nas outras pessoas.
- Imaginar prováveis danos físicos.
- o mais interessante, o medo de atingir seu potencial.




O quê o medo muda em nossa rotina?

Às vezes você nem está consciente, nem está percebendo medos e inseguranças, até se acostuma com eles, mas mesmo assim eles podem estar te impedindo de fazer uma série de coisas, como por exemplo, ter relacionamento bacana com alguém ou conseguir um emprego legal.
Fontes:


Veja outro conteúdo bem legal em:


Pesquise neste blog

Receba postagens por e-mail

Arquivo